Dois caças chineses passaram perigosamente perto de um avião espião americano que voava no espaço aéreo internacional sobre o Mar Amarelo, revelou nesta terça-feira um funcionário dos EUA.

A informação é divulgada quando o presidente chinês, Xi Jinping, inicia uma visita oficial aos Estados Unidos.

O incidente ocorreu no dia 15 de setembro, quando os caças chineses interceptaram uma aeronave de reconhecimento RC-135 e cruzaram sua rota, explicou o funcionário, que pediu para não ser identificado.

O porta-voz do Pentágono Peter Cook se negou a dar detalhes sobre o incidente, mas confirmou sua ocorrência.

"O piloto relatou que os dois caças passaram muito próximo ao nariz do avião, de uma forma perigosa", disse Cook à imprensa.

Fonte: AFP e Exame.com